Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Open Banking pode injetar R$94 bi em linhas de crédito para PF

Um estudo da Serasa Experian revelou que o Open Banking pode injetar R$760 bilhões em linhas de crédito, sendo R$460,7 bilhões especificamente para pessoas físicas, levando em conta todos aqueles que aderiram à modalidade. 

Na mesma pesquisa, Impactos do Open Banking no Mercado de Crédito, realizado pelo órgão de proteção ao crédito, o setor imobiliário seria o mais beneficiado em cinco anos, com uma aplicação estimada em R$30,4 bilhões. 

Nesse sentido, os dados apresentam números interessantes e mostram as vantagens do Open Banking para a população brasileira. Para entender melhor, continue a leitura deste post! 

Entenda melhor sobre essa aplicação em linhas de crédito pelo Open Banking 

O Open Banking, conhecido também como sistema financeiro aberto, tem como objetivo o compartilhamento dos dados cadastrais e transacionais de seus usuários — se autorizado pelo cliente — entre diferentes instituições financeiras que estejam participando do programa. 

Segundo Leonardo Enrique, head de Open Banking da Serasa, o sistema pode ser um ótimo facilitador do acesso ao crédito para o consumidor final e contribuir muito com as instituições. Porém, elas precisam oferecer uma proposta clara ao cliente para que ele entenda e reconheça, de fato, as vantagens de aderir ao Open Banking

Para chegar a esses números, o estudo da Serasa considerou a realidade do Reino Unido, o pioneiro no compartilhamento de dados, que conta com 20% da população utilizando o sistema, desde sua implantação há cinco anos. 

Tendo essa métrica como base, foi concluído que os brasileiros teriam R$94 bilhões disponíveis no mercado neste mesmo período e o segmento imobiliário seria o mais impactado, somando R$30,4 bilhões, como mencionamos acima. 

Mas o que isso quer dizer? Quer dizer que o sonho dos brasileiros de conquistar a casa própria poderia estar mais próximo. 

Para se ter ideia, em 2021 foram liberados R$815,2 bilhões para a compra de imóveis. Com o sistema financeiro aberto, haveria um aumento de 3,7% para esse mercado em cinco anos. 

Nos gráficos abaixo, é possível ter uma visão mais clara do que estamos falando: 

(Fonte: Serasa Experian) 

O economista Ricardo Macedo complementa que o sistema financeiro aberto permite que as instituições financeiras façam uma melhor verificação do perfil do cliente, como renda média, faixa etária, além de ter maior transparência no processo de liberação de linhas de crédito.

“Quem optar pelo Open Banking vai poder agilizar e aumentar o volume de crédito. Porque vai estar associado à sua capacidade de pagamento. Para as instituições financeiras a vantagem é justamente essa: reduzir o risco e, com isso, podem oferecer crédito em um volume maior com uma taxa menor. A injeção desse crédito vai acontecer ao longo desse período”, explicou Macedo.

Por fim, um ponto muito importante a ser ressaltado sobre o Open Banking é que o compartilhamento das informações acontece em um ambiente totalmente seguro. Além disso, o Banco Central garante que o usuário pode cancelar a permissão a qualquer momento. 

E então, gostou deste conteúdo? Leia outros materiais como esse em nosso blog e nas nossas redes sociais. Toda semana temos diferentes publicações por lá! 

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seu comentário aqui embaixo que responderemos em seguida! Até a próxima!

Posts relacionados

4 Dicas básicas de como fazer um bom investimento financeiro

Pensando em investir? Se você já tem o seu próprio negócio ou pretende iniciar algo do zero, é essencial se organizar para que tudo saia como planejado. Para te ajudar, preparamos 4 dicas básicas de como fazer um bom investimento financeiro. Confira!

Destaques

2 min