Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

7 Dicas para vender mais no Dia dos Pais

Toda data comemorativa é um gatilho em potencial para movimentar sua empresa. Principalmente para negócios que atuam no varejo, mas todo empresário tem como encontrar e explorar oportunidades para aproveitar a temática e alavancar as suas vendas. A partir desse contexto, utilizar o Dia dos Pais como argumento comercial pode ser uma ótima estratégia empresarial.

Como o Dia dos Pais é a primeira data comemorativa do segundo semestre, o mercado nacional se aquece com a procura por presentes e aumenta a movimentação econômica em diferentes segmentos. Essa busca varia de acordo com o perfil dos filhos e, principalmente, dos pais. A variação inclui diferentes preferências, como produtos e serviços que agradem pessoas mais vaidosas ou que tenham afinidade com esportes, quem tenha identificação ou gosto pelos segmentos nerd e geek, pessoas que curtam viajar, entre diferentes tipos de perfis e nichos.

Na prática, o empresário deve analisar qual é o seu negócio e o que ele oferece para planejar formas de como a sua empresa pode atender a demanda incremental gerada pela data comemorativa. Por isso, a primeira dica para vender mais no Dia dos Pais é fazer uma autoanálise e, depois, estruturar ações e estratégias para seguir em frente. O importante é determinar formas que auxiliarão na receita sem prejudicar o negócio. Confira algumas dicas que a SCC Check preparou para te ajudar a vender mais no Dia dos Pais:

1.Planejamento e estrutura

Seu estoque está preparado para atender uma alta demanda? No fim das contas, você irá investir esforço e tempo para esta data, mas se o estoque estiver baixo, pode significar prejuízo ou clientes insatisfeitos.

Além de um ambiente atrativo e equipes bem preparadas, estoques abastecidos são essenciais. Esteja atento à situação de seu estoque e trace estratégias de vendas de acordo com o cenário.

Entre os presentes mais populares da ocasião em 2018 estavam livros, smartphones, calçados, tênis, TVs e perfumes. Já em 2017, itens como tênis, vinhos e relógios de pulso lideraram os mais procurados.

Procure comercializar as melhores opções de presentes dentro da expectativa do mercado, adequando o mix de produtos e serviços a esse público.

2.Analise os clientes e os concorrentes 

Diante de um mercado cada vez mais competitivo e altamente conectado, é imprescindível conhecer a fundo o perfil do cliente de seu negócio. Afinal, todo empreendedor atualizado em relação às tendências de consumo, sabe que há uma relação estreita e proporcionalmente direta entre desempenhar essa tarefa e lucrar mais. Nos dias atuais, os consumidores têm acesso à uma imensa quantidade de dados, graças a internet . Sendo assim, se uma determinada empresa não oferece o produto ou o serviço que enquadra devidamente em suas necessidades, ele não hesitará em procurar a concorrência.

Então, analisar os concorrentes, ver o que eles estão oferecendo e fazer melhor. Por mais complicado que pareça, na prática, é apenas mais uma técnica de mercado que envolve muito mais criatividade do que necessariamente custos. Se não conseguir se igualar nas promoções, tente buscar um diferencial e não apenas “copiar” algo que já está sendo feito.

Inspirações são válidas, mas cópias correm o risco de abalar a reputação da empresa. Promoções como: descontos em compras acima de R$ X, cartões personalizados, frete grátis, cupons de desconto para a próxima compra, são apenas algumas das opções que irão melhorar a experiência do usuário no dia dos namorados.

3.Faça uma análise desta data em comparação ao ano anterior

Hoje, existem diversas ferramentas que mostram o comportamento do usuário dentro de seu site e é possível saber exatamente o que ele está fazendo na loja e assim definir o padrão de comportamento ou o perfil de cada cliente. Com esses dados, você pode ser mais assíduo em suas campanhas, principalmente em uma data tão importante como o dia dos pais.

Referências como: mapa de cliques, mapa de scroll, informações geográficas, comportamentais, ou qualquer informação do comportamento do consumidor se torna extremamente importante se bem interpretada. Com esses dados em mãos, é possível criar inteligência para vender mais no dia dos pais. Se a loja tem menos de um ano, não tem problema, é possível analisar os dados atuais, tendências e notícias do mercado em geral para fazer as modificações no layout e melhorar os resultados. O mesmo se aplica a lojas físicas, que também existem ferramentas para auxiliar o mapeamento do cliente e criar estratégias diferentes para cada perfil de consumidor.

4.Cuide da segurança

Períodos de aumento das vendas são os alvos favoritos de hackers e autores de esquemas fraudulentos. Eles aproveitam o grande volume de pedidos para executar transações criminosas sem serem percebidos ou causar instabilidade nas lojas nos momentos mais cruciais.

É por conta disso que gastos com segurança digital jamais devem ser encarados como despesas e sim como um investimento na sobrevivência do seu negócio. Problemas como fraudes de cartão de crédito e roubo de informações podem não só causar grandes prejuízos como comprometer definitivamente a confiança que os consumidores têm em sua marca.

5.Aposte no vale compras

Imagine o cliente entrando na loja e não conseguindo achar o produto ideal para presentear alguém. Definitivamente, não é uma boa situação. Para evitar momentos como esse, uma opção é criar “vale-compras”: ao comprar o “vale”, o cliente passa para quem ele deseja presentear. Dessa forma, o lojista não perde a conversão por não ter o produto que o cliente procurava ou por ele não encontrar o presente ideal para a ocasião. Quando alguém recebe um vale compras, você está dando a oportunidade para que esse consumidor conheça seus produtos e queira ser um cliente da sua empresa.

Para o consumidor que presenteia, você estará oferecendo comodidade. Ele não precisa se preocupar se a pessoa que receberá o presente vai gostar dele ou não, pois ela terá a conveniência de escolher o que desejar.

Com isso, você acaba ganhando a fidelização nos dois casos: com o cliente que já comprou de você, e gostou da comodidade oferecida, e com o cliente que conheceu e aprovou seu produto.

6.Invista na geração de conteúdo 

Imagine que você é um usuário procurando um presente perfeito para seu pai, mas não tem ideia do que quer. Você não acha interessante a opção do “vale-presente” e está procurando nos buscadores (como Google) algo que faça sentido como presente. Então, acaba encontrando uma página em uma loja com boas indicações de presentes da própria loja. No final do artigo com as indicações, há um botão para finalizar a compra com os produtos sugeridos. A ideia é: oferecer informações para conquistar clientes e realizar vendas. Quando a própria empresa escreve conteúdos a respeito do serviço que presta ou sobre temas relacionados a ele, obtém credibilidade. Portanto, a produção de conteúdo na web além de otimizar sites e divulgar conteúdos, também proporciona credibilidade à empresa.

Um grande exemplo disso, são empresas que vendem utensílios domésticos, e dispõem de conteúdos que agregam à venda do produto. Pensemos na seguinte situação: determinada empresa vende uma panela X, mas para atrair a atenção do cliente, eles geram um conteúdo de uma receita “suculenta” para ser feita através da panela X. Assim, quando a pessoa buscar algo relacionado no Google, através de palavras chave, vai aparecer a receita, e em seguida o produto (a panela X). Incentivando o cliente a comprar a panela. O mesmo se aplica a qualquer segmento do mercado, desde que agregue valor ao cliente.

7.Flexibilidade nos pagamentos

Diante das altas taxas de juros cobradas pelas operadoras e da pouca flexibilidade para fazer parcelamentos maiores no cartão, as pessoas estão em busca de alternativas para financiar suas compras no comércio.

Boa parte desses consumidores são atraídos pelas vantagens do crediário como forma de ampliar seu poder de compra. Porém, mesmo abrindo um crediário, muitos empresários querendo aumentar as vendas, acabam se importando apenas com o “agora”, sem se preocupar com a certeza do recebimento da venda efetuada. Segundo dados da Serasa Experian, 5,4 milhões de empresas e 63 milhões de consumidores têm dívidas atrasadas. Controlar ou reduzir a inadimplência é um trabalho contínuo e muito importante. Para ganhar tempo e economizar custos, o segredo é automatizar ao máximo os processos e um dos grandes exemplos é a análise de crédito.

O objetivo é analisar o histórico dos clientes, os riscos de perda e encontrar formas de fazer vendas com mais segurança. A análise cruza dados do cadastro da empresa com informações dos órgãos de proteção ao crédito, como por exemplo a Serasa Experian, para indicar com alto grau de precisão os limites mais seguros para conceder crédito a cada cliente. Através de uma análise de crédito mais profunda, o analista se torna capaz de saber o comportamento do cliente perante o mercado, reduzindo assim, o risco de ter clientes maus pagadores em sua empresa.

Essas foram apenas algumas dicas sobre como vender mais no Dia dos Pais. O segredo é entender bem o seu produto, os seus clientes e usar a criatividade e as ferramentas necessárias a seu favor. Como a sua empresa está se preparando para esta importante data do comércio nacional? Aproveite nossas dicas e garanta mais vendas no Dia dos Pais!

Posts relacionados

Limite de crédito [Dica de Adicional]

Alguma vez você aprovou uma venda, pois a empresa não constava nenhuma restrição, e um tempo depois a mesma não honrou e se tornou inadimplente? Se você tem uma empesa e vende a prazo, provavelmente já foi ou conhece alguém que foi surpreendido com a inadimplência de clientes e precisou recorrer a empréstimos para cobrir […]

Análise de Crédito

2 min

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio