Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Veja como melhorar o fluxo de caixa da sua empresa com 7 dicas simples

Independentemente do porte e segmento do seu negócio, é essencial que haja um bom gerenciamento de contas. Aliás, saber como melhorar o fluxo de caixa da sua empresa é o passo principal para alcançar o sucesso.

Tem a ver com saúde financeira! Se você não tiver controle sobre os gastos, entradas e saídas, estoque e pagamentos, como é que pode dar certo, não é mesmo? Mas nós sabemos que você tem total consciência disso e que se preocupa com seu estabelecimento. 

É por isso que estamos aqui, para te ajudar com a gestão do seu negócio, a partir de 7 dicas imperdíveis que podem otimizar seu fluxo de caixa. É só continuar a leitura para conferir! 

7 ações básicas para implantar em sua empresa

Cuidar do caixa é um gesto de zelo pela empresa, que terá mais oportunidade de crescimento, de se precaver contra situações emergenciais e inesperadas e de manter movimentações positivas. 

Confira, a seguir, algumas dicas práticas que preparamos para você.

1. Antes de mais nada, faça um planejamento financeiro!

Não há estabelecimento que sobreviva por muito tempo sem um bom planejamento financeiro. Afinal, não dá para se manter ativo e expandir sem dinheiro no caixa. Planejar-se é o primeiro passo para traçar estratégias de melhorias. 

Tente se organizar de maneira categorizada. Por exemplo, liste todas os seus gastos e ganhos:

– Reposição de estoque;

– Pagamento de funcionários;

– Contas fixas, como água, luz, internet;

– Manutenções gerais;

– Faturamento mensal;

– Lucros mensais. 

Dessa forma, você tem uma visão mais ampla das despesas e ganhos atuais, consegue revisá-los mais facilmente e, ainda, analisar a possibilidade ou não de adicionar outras gastos extras. 

2. Registre todas as entradas e saídas e verifique seu caixa diariamente 

Não importa se o valor seja alto ou baixo, é imprescindível armazenar todas as informações de entradas e saídas da sua empresa e conferir o fluxo de caixa diariamente.

São ações simples, que te mostrarão como seu dinheiro está sendo usado, se há algum desperdício, se é preciso ficar em alerta, ou seja, é uma maneira de evitar surpresas desagradáveis

3. Gerencie o estoque

Os produtos de um estabelecimento não devem faltar, nem sobrar. Para isso, faça um gerenciamento de estoque. Principalmente para supermercados e lojas, é crucial fazer um levantamento das mercadorias que apresentam maior saída para repô-las e as que são pouco procuradas para deixá-las em segundo plano.

Assim, você evita que os itens essenciais fiquem em falta e, também, a compra desnecessária de produtos que acabam passando meses nas prateleiras.

4. Estabeleça um relacionamento amigável com seus clientes e fornecedores

Construir uma relação saudável com os clientes e fornecedores da sua empresa é um ponto fundamental para fazer negociações, cobranças e estender ou estreitar prazos para pagamentos sem que haja embaraços. 

5. Faça uma boa análise de crédito 

Uma venda só é finalizada, de fato, quando o cliente realiza o pagamento. Do contrário, você ainda está com “saldo negativo”. 

A análise de crédito, nesse caso, deve se tornar parte da rotina do seu negócio. Por meio dela, você visualiza a capacidade de pagamento de determinado consumidor. Afinal de contas, de nada adianta bater recordes de vendas, se não for para receber por elas, não é verdade?

Conheça quem consome em seu estabelecimento, consulte o CPF, histórico de pagamento e demais informações importantes que possam garantir que tal pessoa cumprirá com suas obrigações financeiras. 

6. Dê oportunidades aos seus clientes para que eles paguem mais rápido

Preocupado com clientes inadimplentes? Ofereça, então, oportunidades para que eles paguem com antecedência. Descontos, etiquetas premiadas e promoções sazonais são alguns exemplos capazes de atrair os consumidores a comprarem e pagarem na hora ou em um tempo menor. 

7. Conte com a ajuda de boas ferramentas 

Além de utilizar um sistema eficiente para gerenciamento de estoque e controle financeiro, que tal buscar por consultas de crédito para avaliar clientes, outras empresas que queiram comprar de você ou firmar parcerias e afins? 

Todas essas soluções te ajudarão a manter a organização do seu negócio e a classificar os riscos de concessão de crédito

Pronto para colocar todas essas ideias em prática?

Você acabou de conferir 7 dicas simples sobre como melhorar o fluxo de caixa da sua empresa. Comece a praticá-las agora mesmo e, aos poucos, perceberá a diferença!

E aí, esse post foi útil para você? Para ler outras matérias com temas relacionados, é só continuar acompanhando nosso blog. Toda semana tem um conteúdo novo te esperando por aqui. 

Aproveite para deixar suas dúvidas e sugestões nos comentários. Estamos sempre à disposição para te responder!  

Posts relacionados

Limite de crédito [Dica de Adicional]

Alguma vez você aprovou uma venda, pois a empresa não constava nenhuma restrição, e um tempo depois a mesma não honrou e se tornou inadimplente? Se você tem uma empesa e vende a prazo, provavelmente já foi ou conhece alguém que foi surpreendido com a inadimplência de clientes e precisou recorrer a empréstimos para cobrir […]

Análise de Crédito

2 min

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio