Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

5 Dicas para melhorar a gestão das suas contas a receber

O fluxo de caixa é uma ferramenta importantíssima para o controle da quantidade de dinheiro que entra e sai do seu negócio e para saber como ele está sendo aplicado. O gerenciamento de contas a receber também é fundamental para a gestão financeira de qualquer empresa, independentemente do seu porte.

É comum encontrarmos empresas que não possuem uma organização no controle de contas a pagar e a receber – e, assim, acabam no prejuízo por não verificarem quais são os gastos que estão sendo realizados, quais são os seus melhores clientes e quais clientes são devedores. As empresas também podem acabar pagando muitos juros por contas que estão em atraso, realizando empréstimos indevidamente, enfim, uma série de problemas que podem ser resolvidos apenas com o controle financeiro correto.

Uma boa gestão financeira deve prever a melhor margem de lucratividade, equilibrando os gastos e avaliando o saldo atual de CONTAS a PAGAR e a RECEBER. Utilizando um controle financeiro eficaz, você pode avaliar tanto como foi utilizado seu capital de giro no passado e o que está acontecendo no presente. Dessa forma, você pode identificar possíveis falhas e despesas desnecessárias e ainda encontrar alternativas para maximizar o lucro a partir do remanejamento de aplicações. Por isso a necessidade de implantar alguns controles gerenciais em uma gestão financeira eficiente, para fornecer um melhor planejamento de suas atividades e controle de seus resultados.

Pensando nisso, selecionamos 5 dicas que podem te ajudar a otimizar o processo de controle de contas a receber em sua empresa e assim realizar uma gestão financeira mais eficiente de seu negócio. Acompanhe!

1 – Mantenha organização

É importante organizar todas as suas contas de acordo com os seus respectivos prazos de recebimento. Possuir este rigoroso controle, evita com que você realize cobranças em datas indevidas e também possa se precaver mais facilmente contra situações de inadimplência.

Neste sentido, também é importante analisar o perfil de seus clientes em relação a agilidade de pagamento. Quais deles costumam efetuar pagamentos mais adiantados? Quais costumam atrasar?

São informações importantes para que se possa fazer uma projeção adequada de todas as contas a serem recebidas pela sua empresa. Para que você consiga realizar um controle eficiente de sua clientela e de sua empresa, é recomendável utilizar um bom programa de cadastro de clientes.

2 – Analise os dados dos clientes antes de efetuar a liberação do crédito

É preciso ter muito cuidado na realização de vendas a prazo. Avalie o histórico e risco de crédito de cada cliente antes de realizar a liberação de pagamento de crédito por parte de seus clientes. A avaliação de risco de crédito de cada consumidor, é importante mesmo que se trate de bons pagadores, pois a situação financeira desses clientes pode ter mudado e eles podem apresentar dificuldades para arcar com todas as parcelas futuras.

Segundo dados da Serasa Experian, 5,4 milhões de empresas e 61 milhões de consumidores têm dívidas atrasadas. Diante deste cenário, é importante ressaltar que, analisar todos os compradores, sem exceção, é de extrema importância, para que seja evitado problemas futuros que possam prejudicar seu negócio. Não importa se você vai conceder crédito a um novo cliente ou vender para um cliente tradicional, que já fez várias compras em seu negócio. Até mesmo clientes antigos e com bom histórico podem passar por problemas financeiros e se tornar inadimplentes, mesmo sem a intenção de “passar a perna” em você.

3 – Estimule o pagamento adiantado por parte de seus clientes

Que receber pagamentos adiantados é a melhor opção para não haver nenhuma chance de inadimplência você já sabe. Além disso, os recebimentos adiantados proporcionam uma maior segurança ao orçamento de sua empresa e a possibilidade de pagamentos imediatos a seus fornecedores.

Mas afinal, como estimular os seus clientes a realizarem esta ação? O pagamento adiantado não pode trazer vantagens e segurança somente para a sua empresa. É preciso que os clientes tenham benefícios ao efetuar esse tipo de pagamento. Ofereça descontos em seus produtos, vantagens em outras ações realizadas pela sua empresa, descontos em empresas parceiras, dentre outras situações.

Dessa forma, os clientes terão uma boa experiência de compra e sentirão motivados a realizar o pagamento adiantado em outras transações. Para isso, também é necessário que você motive-os facilitando o processo de pagamento. Por exemplo, algumas empresas, enviam um SMS lembrando o cliente do vencimento da fatura, e no mesmo SMS, já é enviado também o código de barras da fatura, facilitando assim para o cliente o pagamento e para a empresa o recebimento.

Além de oferecer vantagens para os clientes em casos de pagamentos antecipados, é preciso deixar claro para eles o quanto você ficou satisfeito com essa agilidade, enviando mensagens agradecendo os pagamentos adiantados e prestando um eficiente atendimento de pós-venda, procurando saber se o seu produto ou serviço foi satisfatório.

São atitudes que podem parecer simples, mas que tornam a experiência de compra dos clientes mais prazerosa e aumenta as chances não só de fidelização da sua clientela, como também a possibilidade de haver ainda mais pagamentos adiantados.

4 – Não conte com os valores a receber antes do tempo

Realizar a projeção de seu orçamento a um médio prazo, a partir dos valores referentes as suas contas a receber, é de suma importância para analisar a possibilidade de realizar novos investimentos no futuro. Mas não se esqueça! Jamais dependa dos valores de contas que ainda estão para serem recebidas como o suficiente para arcar com as suas futuras despesas.

Isso porque conforme viemos falando ao longo deste artigo, a inadimplência de clientes é uma situação recorrente, e a dependência destes recebimentos para arcar com as suas futuras despesas, pode fazer com que a sua empresa não possua o capital necessário para efetuar os seus pagamentos.

Sendo assim, é essencial com que você somente contabilize os valores de suas contas a receber, quando estas forem efetivamente depositadas em seu caixa. É necessário ter em mente as suas futuras contas a pagar e assim calcular a necessidade de capital de giro, que será o valor suficiente e destinado para arcar com as despesas empresariais.

Neste caso, aconselhamos uma melhor negociação no momento da compra, para mais garantia do valor do recebimento. Peça por exemplo, uma entrada no valor de seus custos com o produto, para que, se acaso ele não honre com a dívida, a perca será menor.

5 – Utilize um software de gestão financeira

O controle de contas a receber por parte de sua empresa, até pode ser realizado por meio de uma planilha eletrônica do Excel. Entretanto, apesar de não apresentar nenhum custo para a sua implementação, a planilha não é capaz de agrupar todos os processos gerenciais de seu negócio de uma forma unificada.

Seriam necessárias diversas planilhas específicas para cada aspecto da empresa: uma para o controle de vendas, uma para o controle de suas contas, uma para o estoque e assim por diante…

Além desta falta de praticidade o controle financeiro em uma planilha é bastante limitado se comparado aos recursos disponibilizados por um software de gestão financeira, que além do controle de contas a pagar e a receber, possibilita a geração de relatórios gerenciais sobre os mais variados indicadores financeiros de sua empresa, como fluxo de caixa, curva ABC de vendas e muitos outros, além de proporcionar o controle de todos os processos de sua empresa em uma única ferramenta, de uma maneira extremamente prática, segura e rápida!

Gostou de nosso conteúdo? Veja outras dicas sobre esse e muitos outros assuntos em nosso Blog.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio