Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

8 Dicas de Crescimento para micro e pequenas empresas

As empresas que querem se manter e se destacar no mercado precisam
estar sempre buscando por inovações que as diferenciem da concorrência. Mas só isso não basta. É necessário também que se elabore a estratégia de crescimento de uma empresa. 

Trata-se de um conjunto de ações estrategicamente pensadas com o objetivo de promover o progresso do empreendimento e melhorar a gestão da empresa.

Além disso, esse planejamento serve para dar direcionamento ao negócio e deixá-lo preparado para enfrentar possíveis adversidades e desafios.

Se o objetivo é alcançar um crescimento significativo, é preciso definir qual caminho seguir através de metas de curto, médio e longo prazo.

Por isso, saiba que fazer uma empresa crescer é um processo que leva tempo e exige dedicação, calma e paciência.

Mas fique tranquilo, separamos aqui 8 dicas de estratégia de crescimento de uma empresa que são muito úteis para aqueles que pretendem elevar o patamar de seus negócios. Acompanhe!

1 – Conheça o seu público

Para conseguir alcançar seus clientes de forma satisfatória, é preciso conhecê-los. Não adianta criar uma boa estratégia, um bom conteúdo, escolher o meio de comunicação ideal, e no fim de tudo não atingir quem realmente tem interesse em seus produtos ou serviços. E como podemos saber quem é nosso público ideal? Para identificar seu cliente ideal, conheça as diferenças entre público alvo e persona.

Público-Alvo: Podemos dizer que público-alvo é um grupo de pessoas com características semelhantes. Tendo como base seu perfil comportamental, socioeconômico e demográfico. Possui uma definição mais ampla. Não se refere a uma pessoa específica.

Persona: Pode ser representada por um cliente ideal fictício. É formada a partir de comportamento e características reais de seus clientes. Porém as informações abordadas podem ser bem mais elaboradas. Apresenta uma definição específica. Transparece a imagem do consumidor ideal.

Vamos imaginar que você vende roupa feminina infantil. Como você poderia descrever seu público-alvo e sua persona?

Exemplo Público-Alvo: Crianças/Meninas que moram com os pais, idade entre 1 a 12 anos, residentes em São Paulo, renda mensal dos pais acima de 8 salários mínimos.

Exemplo Persona: Maria Clara, tem 11 anos, mora em São Paulo, adora conversar com as amigas no whatsapp, ir ao balé e viajar. Quer ser uma youtuber e fazer vídeos sobre os melhores lugares para se conhecer. Apesar de ser criança, já tem estilo próprio e gostar de se vestir bem.

A principal diferença entre os dois é que o público-alvo apresenta informações de forma bem mais ampla e geral, enquanto a persona consiste em detalhes mais específicos formando assim seu cliente ideal. Lembrando que não podemos simplesmente supor como seria a persona. Ela é criada a partir de uma pesquisa de pessoas reais. Assim pode-se criá-la de forma mais assertiva.

Conhecer a persona do seu negócio é compreender os hábitos e as demandas de consumo de seus clientes. A partir disso, será possível desenvolver maneiras de suprir as necessidades deles e oferecer aquilo que eles procuram. Uma empresa que almeja crescer só poderá fazer isso se puder contar com seus clientes, tendo em vista que eles são os principais agentes que fazem o negócio existir.

2 – Encontre o seu diferencial

O que a sua empresa tem e as outras não têm? Qual o seu diferencial?

Para que a empresa cresça, é interessante oferecer algo diferente, que te faça sobressair entre as concorrentes. Pode ser: atendimento, produtos e serviços exclusivos, status, tecnologia superior etc. Algo que realmente faça a diferença para sua persona.

Encontrar um diferencial é o primeiro passo estratégico para as empresas que querem expandir os negócios.

Entenda as necessidades de seus clientes e ofereça a melhor solução para elas.

3 – Priorize a satisfação do cliente

Sem clientes, não há negócio. São eles que proporcionam renda e lucro aos negócios.

Por isso, durante o processo de expansão dos negócios, o foco deverá sempre ser a satisfação dos clientes daqueles que consomem os produtos e serviços que a sua empresa oferece.

Essa dica de estratégia de crescimento de uma empresa é bastante pertinente.  

Crescer a qualquer custo não é indicado, pois a relação com o público-alvo pode ser comprometida se a qualidade se perder no meio do caminho.

4 – Equilibre as finanças da sua empresa

Para crescer, é preciso investir! Por isso uma empresa que se encontra no vermelho tem dificuldades de expansão – porém, não é impossível.

Então, é fundamental fazer os devidos ajustes entre as despesas e as receitas. Mantenha-se atento aos prazos de pagamentos e recebimentos.

Faça um fluxo de caixa e o utilize como base para todas as tomadas de decisão. Controle também o seu capital de giro, pois ele é fundamental para a saúde financeira da empresa.

Se existem muitos clientes devedores na empresa, uma das estratégias de recebimento é a Negativação de devedores. A Negativação de Devedores, é uma ferramenta de cobrança essencial para o recebimento de seus créditos, pois constará no maior banco de dados de inadimplentes da América do Sul. Por meio dela, os nomes dos clientes nessa condição são enviados para órgãos de proteção ao crédito, como a Serasa Experian. O registro do cliente inadimplente nessas enormes bases de dados implica sua negativação, ou seja, dificulta e muito o crédito na praça enquanto não quitar sua dívida.

Em outras palavras, ele estará com o nome sujo. Isso diminui muito a chance de ele ter crédito em outra empresa com acesso àquele banco de dados; ele não consegue ter linhas de crédito e financiamento aprovados; pode não conseguir assinar um contrato de aluguel e nem mesmo fechar um seguro. Diante de tantas consequências negativas, os clientes inadimplentes são os maiores interessados em “limpar” seus nomes com a maior agilidade possível. Com certeza, eles farão tudo que for viável para quitar a dívida com a sua empresa e, assim, livrar-se de tantos problemas!

Com esse diagnóstico, será possível identificar desperdícios e falhas processuais. Assim, fica mais fácil propor ações estratégicas de crescimento.

5 – Invista em alianças comerciais

Investir em alianças comerciais pode ser uma maneira de impulsionar o crescimento dos negócios. Uma parceria bem executada é capaz de aumentar significativamente as vendas de produtos e serviços.

Aliar-se a outras empresas ajudará o seu negócio a ampliar o campo de atuação e a conquistar mais clientes.

Um parceiro pode ser um investidor, um fabricante, um fornecedor, um divulgador ou alguém que venda os seus produtos e serviços em troca
de comissão, por exemplo. Busque por empresas que vendam seus produtos ou serviços, como complementar aos deles.

6 – Desenvolva sua presença Online

Boa parte das compras realizadas hoje em dia começam com uma pesquisa na internet para encontrar possíveis soluções para um problema. Por isso, manter uma boa presença online é essencial para sua empresa aproveitar esse movimento.

Caso contrário, esses potenciais clientes jamais conseguirão encontrar seus produtos ou serviços. Construir um bom site e administrar bem as redes sociais, são os primeiros passos para a criação dessa presença, incluindo todas as informações necessárias para que o visitante entenda mais sobre o problema que vem enfrentando e as possíveis soluções para ele.

A partir disso, apresente o trabalho de sua empresa e como ela poderá ajudá-lo a solucionar sua necessidade. Com isso, você poderá transformar seu visitante em um lead e até mesmo e em um cliente real.

7 – Flexibilize as formas de pagamento

Por mais que as empresas realizem ações e criem iniciativas para vender, o fato é que nem sempre o consumidor tem em mãos o dinheiro necessário para realizar a compra. Para contornar essa situação e viabilizar a realização de negócios, a diversificação das formas de pagamento é fundamental. 

Quantas vezes você já foi pego de surpresa na hora de pagar uma compra, e descobriu que o lugar não aceitava cartão ou cheque? Ou até mesmo não trabalhava com crediário próprio?

Esse estabelecimento definitivamente não sabe o que é ter flexibilidade no pagamento e assim, fidelizar mais clientes para os seus serviços. A diversificação é uma estratégia muito importante para obter resultados!
Mas você deve estar se perguntando, “Mas como vender a prazo sem perder a segurança em receber?”.

Solicite documentos e pesquise sua situação na praça

Não tenha receio em recorrer aos serviços de proteção ao crédito, como o Serasa. Ele indicará se o comprador está inadimplente junto a outros estabelecimentos, bem como o valor e quantidade dos débitos. Assim, é possível analisar a situação, formular uma ideia quanto ao comportamento de consumo desse comprador e decidir conscientemente se vai conceder crédito a quem já está com dificuldade de saldar seus compromissos atuais. A concessão de crédito vai além da simples oferta de dinheiro para o consumidor. É a efetivação de um compromisso com o cliente, baseado em confiança e responsabilidade. Por isso, segurança e qualidade são características fundamentais nesse processo.

E neste cenário a tecnologia se torna uma grande aliada, possibilitando o desenvolvimento e a aplicação de soluções eficientes que otimizam e qualificam a ação. Hoje, soluções tecnológicas permitem que todo esse processo seja realizado de forma mais segura, rápida, inteligente e completa. O resultado é a flexibilização da concessão de crédito, a ampliação do universo de clientes e o aumento da qualidade e quantidade das vendas. Para saber mais sobre Análise de Crédito, clique aqui.

8 – Valorize seus funcionários 

A busca por crescimento é uma jornada que não se faz sozinho. Os funcionários da empresa precisam sentir-se motivados a trabalhar e a contribuir para a evolução dos negócios. Por isso, é interessante criar mecanismos que os façam acreditar que o trabalho deles tem fundamental valor para a empresa, dando um significado maior para tudo que fazem.  
No mundo do trabalho, de maneira geral, a motivação parte de 4 pontos: o reconhecimento, o aprendizado, a segurança e o dinheiro.

  • Reconhecimento: a palavra-chave para quem é movido pelo reconhecimento é o feedback. Essa pessoa precisa saber se o seu trabalho foi bem-feito e sente-se realizado ao receber elogios, premiações ou qualquer tipo de reconhecimento público.
  • Aprendizado: quer ver uma pessoa motivada e feliz pelo aprendizado? Delegue funções e ofereça desafios, confiando em sua capacidade. Forneça meios, cursos e treinamentos para que ela se sinta melhor preparada e terá um profissional disposto a produzir mais para a empresa.
  • Segurança: um ambiente de trabalho saudável e a estabilidade no emprego é o que move os que buscam a segurança. Nesse caso, a motivação cresce por meio de ações que ajudem a estreitar os laços da equipe ou mesmo pelo incentivo a atividades que promovam o bem-estar.
  • Dinheiro: ver que o seu trabalho teve como consequência uma recompensa monetária é prioridade para os impulsionados pelo dinheiro. Nesse aspecto, entra não somente um plano claro de cargos e salários, mas também gratificações extras, seja por uma meta alcançada ou por um bônus de fim de ano.

A proporção desses interesses podem variar entre os colaboradores, de acordo com o tipo de atividade exercida e o perfil do funcionário. Cabe ao profissional de RH fazer um levantamento do seu público interno, verificar qual o maior percentual de interesse para definir como agir. Também vale a pena checar os problemas recorrentes e o que tem gerado desmotivação.

Conclusão

Estas dicas de crescimento de uma empresa ficaram claras para você?
Então, agora é só colocar a mão na massa, evitar erros que possam atrapalhar seu crescimento e traçar seus planos para alcançar bons resultados. Caso ainda tenha dúvidas, deixe-nos um comentário que será um prazer respondê-lo.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio