Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Cliente conhecido, é seguro vender sem analisar o perfil de risco?

Toda empresa, especialmente as mais antigas e que vendem a prazo, tem uma carteira de clientes conhecidos, que já compram no estabelecimento há alguns anos. Isso, é claro, além de construir uma boa relação, faz com que as negociações de pagamento sejam mais amigáveis. 

Acontece que ter um bom relacionamento com o cliente não isenta a possibilidade de um dia ele falhar com suas responsabilidades financeiras. A pergunta, então, é: será que é realmente seguro vender para clientes conhecidos sem analisar o perfil de risco

É exatamente sobre isso que vamos falar no post de hoje! Para conferir a matéria completa, é só continuar a leitura! 

Vender para cliente conhecido sem avaliar o risco de crédito, é seguro?

A resposta é: nem sempre! Um consumidor de longa data pode sim deixar de te pagar um dia. Inclusive, o fato de ser cliente antigo pode até favorecer para que ele deixe a dívida que tem com você para depois. 

Trata-se de uma questão de priorização de pagamentos. Ou seja, se a pessoa já te conhece e compra em sua empresa há tempos, é possível que ela coloque uma conta de energia, de água ou mercado em atraso como prioridade. É como se a boa relação entre vocês o permitisse esse atraso. 

Por conta disso, avaliar o perfil do cliente para entender o risco que ele pode oferecer ao seu negócio, independentemente do tempo de relacionamento, é essencial. Quem não possui o hábito de fazer análise de crédito, geralmente ignora essa etapa, mas sempre é uma boa hora para começar. 

Como avaliar o risco em vender para meus clientes 

A maneira mais eficaz e indicada para esse tipo de avaliação é a análise de crédito. É a partir dela que você conseguirá visualizar e mensurar quão arriscado pode ser vender para determinado consumidor, qual o limite de crédito deve ser liberado para ele, como ele costuma pagar suas dívidas, qual o potencial de compra e capacidade de pagamento, como ele se comporta no mercado e com outras empresas do mesmo segmento.

Ter acesso a essas informações é imprescindível para evitar perdas e, sobretudo, para diminuir a inadimplência

Dessa forma, como já explicamos em outra postagem (Perfil de risco: como analisar e definir para conceder crédito), para a análise de crédito são considerados os seguintes fatores:

  • Dados pessoais: é necessário pelo menos um documento oficial com foto e cpf ou cnpj da pessoa física ou jurídica (fique atento à veracidade da documentação para não cair em golpes ou fraudes). 
  • Informações residenciais e de contato: o endereço e os telefones para contato devem estar atualizados, pois se ocorrer algum problema com o pagamento, eles serão extremamente importantes. (Certifique-se, principalmente, se a localização do endereço está correta).
  • Comprovação de renda: documentos comprobatórios dão mais garantias de pagamento. Portanto, observe as fontes de renda do cliente e, em caso de pessoa jurídica, averigue se a empresa informada realmente existe e está ativa.
  • Dados creditícios: aqui, é interessante avaliar e utilizar o score do cliente como um dos quesitos para a concessão de crédito. Isso irá complementar suas informações. 

Como fazer análise de crédito: passo a passo simples

Após ter acesso aos documentos, comprovantes de renda, endereços e afins, você estará pronto para fazer, de fato, sua análise. Veja o passo a passo: 

  • Verifique se há restrições em nome do cliente: existe alguma pendência financeira com alguma instituição ou empresa? 
  • Avalie o perfil de crédito: através do score e os dados fornecidos, você conseguirá entender se o consumidor está “dentro do esperado” e como ele se comporta no mercado. 
  • Analise o comprometimento de renda: como está a capacidade de pagamento? As compras feitas pelo cliente estão de acordo com o que ele pode pagar, por exemplo?
  • Além de todos os documentos, avalie também as referências de mercado.  

Agora que você compreendeu a importância de analisar o risco de vender para um cliente conhecido, basta implementar a análise de crédito em sua empresa! Para ler outros conteúdos como esse, é só acompanhar nosso blog e nos seguir nas redes sociais. 

Ficou com alguma dúvida? Nos deixe um comentário que responderemos em seguida! 

Posts relacionados

Como fazer a cobrança de clientes inadimplentes sem perdê-los no processo

É fato que ninguém gosta de ser devedor. Uma das maiores dores de cabeça que o consumidor inadimplente possui é a de ser cobrado quase que diariamente da quantia em atraso. Tendo em vista que o objetivo, além de receber os valores devidos, é manter o cliente ao final do processo, é preciso ter atenção com a […]

Destaques

4 min

Como continuar vendendo após o Natal no varejo

Esse período de começo de ano, as vendas começam a desacelerar, pois as festividades já passaram e a realidade começa com contas como o IPVA, material escolar, matrículas e etc. Então, a vontade de comprar diminui, porém não deixa de existir. Muitos consumidores não conseguiram adquirir os produtos de desejo, pois estavam com preços muito […]

Destaques

4 min

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio